Sexta-feira: o dia em que eu resolvi trabalhar de verdade.

Queria eu poder acordar cedo pra poder voltar a dormir. É, queria. Mas a vida não é esse conto de fadas que a gente espera que seja. Começar do zero no final de semana é uma baita revolta. Não pelo final de semana, mas sim com a mesmice. É o limite, cara. Justo na sexta. O último dia útil. E posso dizer que foi muito útil.

 

O tapa de realidade doeu, sim. E ainda dói. De vez em quando rola uma coçada pra gente lembrar que a vida vai exigir de nós todo o dia. Não dá pra parar nem se distrair com o toque do Facebook. Por isso, contrariando a velha postura de começar do zero a partir da segunda, resolvi começar na sexta. E agora eu vou até o final, assim como estou fazendo neste texto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: